top of page

SUA REAL IDENTIDADE

QUEM SOU EU?

Eu, mãe, esposa, amiga, dedicada, resiliente, determinada, disciplinada, líder, entusiasmada, incansável, autorresponsável...Eu, de-ci-do, digo de-ci-do, eu decido e assumo a responsabilidade pela minha vida...

A reflexão que trago aqui é “Quem é você?”. Você já parou para pensar quem você realmente é, qual sua real identidade, qual seu propósito? E o quanto isso interfere na sua vida?

Talvez você tenha vivido até agora sem se perguntar “quem sou eu realmente?”.

E muitos de nós nascemos e vivemos por muito tempo sem refletirmos sobre nossa real identidade. Até mesmo partimos para outra dimensão sem termos nos dado tempo a refletir sobre isso.



A VERDADE

Quando eu parei para pensar sobre quem eu era enquanto ser, eu me deparei com uma realidade um tanto desanimadora: eu não era, eu estava. Eu estava em uma rotina sem fim, tarefas, tarefas e mais tarefas, muitas vezes sem entender o real sentido ou qual motivação de executar todas elas. Mesmo que eu amasse minha rotina ou as pessoas que faziam parte dela, eu não sabia quem eu era, qual o meu propósito ou missão no mundo. E descobri que vivi mais de 30 anos sem saber ou ao menos refletir sobre minha real identidade.


A TRANSFORMAÇÃO

Em meio aos sentimentos de incapacidade, frustração e inferiorização, por não conseguir me encontrar enquanto ser único no mundo, eu percebi que todos esses anos, eu estava sendo transformada, lapidada como um diamante, para o momento certo em que as experiências de vida, as dores emocionais, as memórias e os aprendizados se consolidariam em um momento de sabedoria. Um momento único em que eu, ser limpo e transparente em minha essência, desprovida de crenças limitantes, encontraria minha missão de vida, meu real propósito.

Eu precisava passar pelo processo, o período de treino, que não foi fácil, para então chegar no ponto em que eu mesma assumiria o controle da minha vida e de meus resultados, no ponto em que o mero executar atribuições já não faria mais sentido, o ponto em que olhar o mundo se tornasse profundo e desafiador. Neste interim, minha identidade se abrilhantou, e ressurgiu, pois ela sempre existiu, e eu nunca a tinha visto.


O PROPÓSITO

Revirar minhas memórias, desfazer crenças, vencer a armadura do orgulho, desbancar a culpa, e perdoar a mim mesma foram barreiras que eu decidi ultrapassar para reconstruir um novo caminho.

Repito, eu de-ci-di...Isso mesmo! Não há mudança, sem decisão que a anteceda. E decidir é o primeiro passo para sair da posição de coitadinho e assumir quem você é em sua essência e seu propósito de vida, e então, colocá-lo em prática!


E, confesso a vocês: é maravilhoso, apaixonante e especial viver sua missão! E, por mais que seja trabalhoso ou, por vezes, cansativo, é muito bom viver nosso propósito de vida! E ter consciência que, ao final de tudo, sua história terá marcado uma, duas, três ou milhares de vidas no mundo, seu legado permanecerá e você não terá sido apenas mais um, mas sim o ser único criado com autoconsciência e capacidades incríveis, criado à imagem e semelhança do Criador.


E se você, caro leitor, ainda não encontrou sua real identidade e não vive sua real missão, está tudo bem...você está sendo transformado, não tenha dúvidas disso!

E está tudo bem!


Grande abraço,


Gerlândia Paiva

Em missão.

Instituto Administrar




24 visualizações0 comentário

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page